Boa pronúncia: tudo a ver com as suas conexões! (PARTE 1)

Quando falamos em pronúncia, a primeira coisa que vem a mente é o como falar palavras corretamente. Certo. Isto também é importantíssimo, ninguém quer sair por aí falando spread shit  /ˈspred .ʃɪt/ ao  invés de spreadsheet /ˈspred.ʃiːt/  . Só que isso é só a ponta do iceberg!

Pronunciar uma sequência de palavras corretamente é o que vai fazer você soar bem no outro idioma. É o que vai fazer com que a sua fala tenha musicalidade e ritmo, que não seja um aglomerado de sons desconectados. E pasmem: Isso vai fazer com que você entenda melhor as pessoas falando em inglês. É como você conseguisse entender a imagem de um quebra-cabeça, mesmo sem que todas as pecinhas estejam em seus lugares. Atenção meus alunos: não é a primeira vez que vocês ouviram isso, né?😉

O bom disso tudo é que existem regras! E as regras ajudam! Neste post eu vou colocar algumas delas. É claro que não fui eu quem inventou tudo isso. Se você quiser mais informações a respeito, dê uma olhada neste livro, ou neste. Um dos autores deste último livro, o Marcello Marcelino foi o meu professor de Fonética na Pós. Ele sabe MUITO do assunto – e dá uma aula bárbara!

Se você tiver alguma dúvida ou quiser alguma informação extra, é só me dar um alô. Fico feliz em ajudar.🙂

Bem,, nesta parte 1, vamos falar de:

  1. SONS QUE DESAPARECEM

Mágica? Não. Redução de esforço! Sabe quando alguém fala: “Os nativos falam muito depressa, por isso é difícil de entender”  Então. Não é questão de rapidez, mas da conexão de sons.

SONS IGUAIS (OU PARECIDOS) NÃO SE REPETEM

Por exemplo: (sim, poderia ter usado símbolos fonéticos, mas assim também funciona)

GAS STATION – é pronunciado  /GUÉ – STEI – XÓN/ – O “S’ da palavra “GAS” desaparece. E, pelo amor de Deus, não diga /IS-TEI-XON/ A palavra “station” tem duas sílabas, não três…

***I WANT TO TRAVEL LIGHT – /AI –UAN – TÂ –TRÉ -VÂ –LAIT/  – Nesta frase, dois sons desaparecem: o primeiro é o”T” de want (que, como em todas as palavras que terminam com T, já não tem muita força mesmo – Não fale /UAN – TCHI/, com duas sílabas e sim /UANT/, uma sílaba com o “T” bem fraco. O segundo é o “L” de Travel, que faz essa palavra, normalmente pronunciada /TRÉ-VÂU/, virar /TRÉ-VÂ/, quando a palavra seguinte começa com “L” também.

Legal. A regra está clara, certo? SONS IGUAIS OU PARECIDOS NÃO SE REPETEM…

Agora vou mostrar um exemplo muito interessante. Leia as duas frases abaixo em voz alta:

I TALK TO MY MOTHER EVERYDAY.

I TALKED TO MY MOTHER LAST NIGHT.

Certo. Sabemos que a primeira frase está no simple present e a segunda, no simple past. (há o -ed no verbo, porque “TALK” é um verbo regular)

Mas na hora de falar o verbo, qual é a diferença dos sons?

RESPOSTA: ABSOLUTAMENTE NENHUMA!

Como assim nenhuma? Pois é:

Pronunciamos o “-ed” do passado da maioria dos verbos regulares como /t/ ou /d/.(Às vezes pronunciamos como /Id/ – a diferença destas pronuncias será um tópico para outro post…).

Como, no exemplo acima, a próxima palavra (a preposição “to”) começa com o som /t/, temos novamente dois sons iguais e um será eliminado. Lembre-se que em “talked” não pronunciamos o “e” do”-ed”. Então não diga /TÓL-KÉD/, com duas sílabas; e sim /TÓLKT/, com uma sílaba só.

Então, a pronúncia da frase acima no passado ou no presente será:

/AI-TÓLK -TÂ-MAI--THÂR/

“Como eu sei então se eu estou falando no passado ou no presente, então?” Você pode estar pensando… Pelo CONTEXTO! No exemplo acima, se eu não tiver o adverbial de tempo “everyday” ou “last night”, eu realmente não saberei em que tempo verbal a frase está.

Mais um exemplo legal de sons que desaparecem… Leia a frase abaixo em voz alta:

IT’S A GREAT CHANCE FOR YOU.

Ok. Nenhum /t/ ou /d/ ou letras e sons iguais, né?

Bem, preste um pouco de atenção na pronúncia da palavra “CHANCE”: /TCHÉNS/ (uma sílaba, não se pronuncia o “e” final). Todo o “CH” do inglês tem um som de /TCH/ – com exceção de palavras estrangeiras como “chef”. Daí encontramos o nossos sons iguais: o /t/ final da palavra “GREAT” desaparece por causa do /t/ inicial da palavra “CHANCE”

Então, a frase de cima fica:

/IT – ZA –GREITCHÉNS -FÂR –IÚL/

Que é igualzinho falar:

IT’S A GRAY CHANCE FOR YOU

O que me faz saber que eu estou falando a palavra “GREAT” e não “GRAY” é o contexto *novamente*! Faz muito mais sentido falar em uma “grande oportunidade” que em uma “oportunidade cinza”, não é mesmo ?🙂

Vocês tem mais algum exemplo destes sons que desaparecem? Mandem suas contribuições!🙂

***A propósito, o que quer dizer “to travel light” ? Não quer dizer fazer regime enquanto viaja, muito menos viajar para um lugar com muita luz *rsrsrs* To travel light quer dizer viajar com a mala leve, sem levar coisas demais.

WHAT ABOUT YOU? DO YOU TRAVEL LIGHT THROUGH LIFE?

Na parte 2 deste tópico, vou falar de sons que migram – STAY TUNED!

This entry was posted in Pronunciation, Uncategorized and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s